Boca Juniors Brasil - AS COPAS DO BOCA: O BICAMPEONATO! 6c1b9f769a228f4e934751ae3ae21f5a

NOTÍCIAS

AS COPAS DO BOCA: O BICAMPEONATO!

Publicado em 28/3/2018


AS COPAS DO BOCA: O BICAMPEONATO!

Segundo episódio da série de posts contando um pouco das campanhas do Club Atlético Boca Juniors durante os seis títulos que os xeneizes têm na Copa Libertadores da América. O de hoje, traremos o bicampeonato, conquistado no ano seguinte.

A classificação estava garantida a partir do título de 1977. O regulamento permitia a entrada dos campeões da temporada anterior apenas na segunda fase da competição, com seis equipes (os cinco melhores de cada grupo da fase anterior e o atual campeão) divididas em outros dois grupos.

O Boca caiu no 1, junto com o principal rival, River Plate, e o Atlético Mineiro, do Brasil. O primeiro confronto foi justamente contra o River. A partida terminou zerada, garantindo um ponto aos xeneizes. Na segunda partida, a viagem foi até Belo Horizonte, para vencer o Galo com dois gols do zagueiro Miguel Bordón.

O segundo turno, os mineiros foram à Buenos Aires e também foram derrotados pelo placar de 3x0. A última partida foi uma visita ao Monumental de Núñez, para vencer os milionários por 2x0, em jogo que teve duas expulsões para os donos da casa, e garantir a vaga na final da Libertadores pelo segundo ano seguido.

Com a mesma pontuação de sete pontos no grupo 2, o Deportivo Cali, da Colômbia, foi o adversário do Boca na decisão. Na ida, empate em 0x0. Na volta, Hugo Perotti tratou de abrir o placar aos 15 minutos de jogo. Mastrángelo, 45 minutos depois, fez o segundo. Salinas, aos 73, fez o terceiro. No apagar das luzes, Perotti fez o gol que fechou o caixão.

BICAMPEÃO!

Assim, a vaga para a Copa Intercontinental, que dava o prêmio de Campeão do Mundo. Porém, o Liverpool (Inglaterra), campeão da Taça de Campeões da Europa, e os xeneizes não acertaram a data para o acontecimento, tornando assim, não disputado o Mundial.


Compartilhe: